segunda-feira, 30 de março de 2015

Continue a travessia pelo caminho do meio


Olá,

Quem já atravessou um ponte pênsil, ou já viu uma em um parque ou até mesmo nos filmes?...

Ao fazer uma travessia, notamos que ela leva de um um extremo ao outro, sustentada por cordas ou cabos. E assim, a cada passo que damos vamos nos apoiamos nas tábuas que pisamos, e cada uma destas tábuas, também é apoiada em seus extremos pelo próprio cabo que sustenta a ponte pênsil em toda a extensão da travessia...

Mas, se observarmos nosso cotidiano, quantos exemplos semelhantes podemos notar? Quantos desafios temos de atravessar a cada instante? Quantas vezes já nos pegamos a observar os extremos que sustentam essa travessia? Ou ainda, quantas tábuas, quantos passos temos que dar, a fim de chegar ao outro lado? E cada um destes passos também  é sustentado por seus extremos?...

Na ponte pênsil, quanto mais próximos forem os extremos, menor a chance a tábua se romper... Talvez, assim seja também na vida, quanto mais ao centro caminharmos, evitando continuar a andar nos extremos, mais tranquila seja a travessia, e mais rapidamente cheguemos ao outro lado... Pense nisso!!

Ótima semana!
Paz e Luz.